Início > Sobre Nós

SOBRE NÓS

  • » Sobre o Projecto
  • » Sobre a Marca
  • »A ATA - Associação do Turísmo de Aldeia
  • »Parceiros
  • »Projectos Associados

Investir na potenciação do Turismo de Aldeia, em paralelo com a fixação e rejuvenescimento das populações, a valorização e promoção do património local, o reforço da identidade territorial, numa perspetiva de consolidação e alargamento das parcerias locais, regionais, nacionais e transnacionais criadas, é o desfio da rede “Aldeias de Portugal”, constituída atualmente por 83 aldeias classificadas e integradas nos territórios de intervenção das 15 ADL`s da região norte do país.


Nos últimos anos, as ADL trabalharam em Cooperação na criação e desenvolvimento da Rede das Aldeias de Portugal, que assentou em duas vertentes, a nacional, designadamente com os projectos “Dinamização dos Territórios Rurais de Entre Douro e Minho e Douro Sul” e “Aldeias de Portugal, e a transnacional com projecto “Aldeias de Tradição”, e que se complementavam entre si.


As referidas ADL’s têm apoiado o desenvolvimento e requalificação de aldeias, através do financiamento da recuperação das fachadas dos edifícios tradicionais, do investimento em infraestruturas públicas, da criação de alojamento turístico, oficinas de artes e ofícios, postos de venda, cozinhas regionais, tabernas, restaurantes, entre outros, da formação/sensibilização da população e agentes económicos, bem como de atividades culturais de animação.


Todo o financiamento referido permitiu alcançar alguns dos objetivos que as ADL’s preconizam, ou seja, a fixação da população das aldeias, a criação de emprego, o fomento das tradições, o aumento da autoestima e reforço da identidade das populações, a melhoria da qualidade de vida e, consequentemente, uma visibilidade positiva dos seus territórios.


O trabalho desenvolvido permitiu a inclusão das respectivas Aldeias recuperadas no âmbito dos programas comunitários AGRIS e LEADER, na rede das Aldeias de Portugal, promovida pela ATA – Associação do Turismo de Aldeia, facilitando assim a sua organização e promoção.


As “Aldeias de Portugal” são um novo conceito – da forma de abordar o Turismo Rural – que se diferencia da restante oferta por proporcionar aos seus visitantes a “Experiencia da Ruralidade”, através de um produto único e inimitável, mais personalizado, que valoriza a hospitalidade, o lazer os usos e costumes. 


Apesar destes espaços rurais se distinguirem pela sua presença remota na história, conservam legados de grande valor patrimonial e cultural. Cada vez é mais reconhecido às “Aldeias de Portugal” um passado de tradições expresso pelas suas gentes, cultura, usos e costumes, uma tradição que não morreu com o tempo e que tem deixado cada vez menos gente indiferente.


» Missão

Melhoria da qualidade de vida da população rural e do culto das vivências e tradição rural portuguesa, através da promoção e preservação do património rural.

» Visão

Criação de uma rede Nacional sustentável e de referência na promoção da Ruralidade Nacional.

» Valores

Tradição; Genuinidade; Património; Qualidade

A Associação do Turismo de Aldeia (ATA) resultou de uma parceria entre Associações de Desenvolvimento Local (ADL`s), cuja ambição envolveu a conjugação de esforços no reforço da representação dos seus territórios, através da promoção e dinamização turística das aldeias integradas nas suas zonas de intervenção, assim como dos seus recursos endógenos locais e regionais.


A ATA caracteriza-se por ser uma organização de âmbito nacional, sem fins lucrativos, que se destina à requalificação de aldeias rurais onde se insere a dinamização dos espaços, serviços, produtos e atividades complementares, como a animação, as tradições e os costumes. 


Esta estratégia, que tem sido dinamizada em parceria desde o ano de 2005 pela ATA e as ADL`s, tem permitido à Associação desenvolver a sua atividade como responsável na promoção e desenvolvimento integrado do Turismo de Aldeia nos territórios classificados, na valorização de recursos e produtos locais e na preservação da cultura e do património do mundo rural através da marca “Aldeias de Portugal”.


 

SOL-DO-AVE ADER-SOUSA ADRAT ADRIMAG ADRIMINHO ADRIL PROBASTO ADRITEM Douro Superior DOURO HISTÓRICO DOLMEN DESTEQUE CORANE ATAHCA BEIRA DOURO

“O Turismo de Aldeia como Potencial de Dinamização Económica dos Núcleos Rurais”


O projeto “O Turismo de Aldeia como Potencial Dinamização dos Núcleos Rurais”, promovido pela Associação de Turismo de Aldeia (ATA) ao abrigo do Programa da Rede Rural Nacional pretendeu identificar um conjunto de experiências de Turismo de Aldeia que tenham resultado em práticas de sucesso e que, consequentemente, possam ser partilhadas e/ou replicadas noutros territórios, atendendo não apenas aos resultados finais dessas experiências, mas também ao ‘percurso’ que as conduziu ao sucesso.


Neste contexto, e dada a importância atribuída à disseminação do projeto, foram realizados seminários e workshops específicos que permitiram a partilha e a discussão das boas práticas, o papel do turismo de aldeia e os desafios enfrentados pelos agentes do território.


Paralelamente, o projeto definiu uma metodologia específica para a identificação de boas práticas, que permitirá dar continuidade à análise efetuada no âmbito deste estudo, e documentada no Manual de Boas Práticas editado pela ATA- Associação do Turismo de Aldeia.